Pratserie, por Fernanda Prats

Como moedas na Fontana di Trevi

Toda escolha deixa a libriana aqui um tanto ansiosa. E, ao viajar, tenho que fazer muitas escolhas ‘no escuro’ – por maior que seja meu acesso a informações e dicas. Com vontade de jogar uma moeda para decidir algo, ler uma notícia sobre a Fontana di Trevi fez tudo clicar em minha mente. Já vou explicar isso melhor pra você…

Sentei em frente ao laptop com o propósito de planejar os próximos passos de minha viagem. Só que também com o som alto, a TV ligada no mudo, a água fervendo para experimentar um novo café, um monte de ideias malucas fluindo.

Em vez de pensar de forma prática – próximo destino, orçamento, hospedagem, etc. – eu filosofava sobre a dualidade das escolhas. O que fazer e o que NÃO fazer? Dá para resolver no cara ou coroa?

Foi então que notei uma notícia sobre a Itália correndo na linha inferior do noticiário.

Pra resumir o que você já pode ter ouvido falar, era sobre a disputa entre a prefeitura de Roma e a Igreja para ver quem fica com as moedas jogadas por turistas na Fontana di Trevi. O jornal afirmava que a soma dos valores ‘doados’ pelos viajantes chegava a USD 4.500 por dia!

Eu mesma contribuí duas vezes com essa famosa superstição, pagando para ver se a atração turística me ajudaria a voltar àquele país tão lindo. E as respostas do monumento foram SIM e NÃO, já que eu voltei para a Itália apenas uma vez (pelo menos até agora).

Por incrível que pareça, essa ‘dualidade’ de respostas acalmou o turbilhão de pensamentos e me fez reencontrar o foco. Ou seja, decidir onde vale a pena investir minhas moedas.

Acho que as escolhas de viagem precisam ser menos pensadas e mais sentidas. Elas podem acontecer naturalmente pelo caminho ou, no máximo, rolar uma negociação com quem se está viajando para haver sinergia.

Quando se tem um propósito genuíno, a vontade e intuição são os melhores guias.

Nossas intenções não precisam se materializar como moedinhas na Fontana de Trevi – melhor gastá-las nos deliciosos cafés e sorvetes de Roma, você não acha?

A gente não precisa se desdobrar para fazer tudo que se dizem ser imperdível. Inclusive, ‘perder’ algumas atrações é uma forma muito mais poderosa do que jogar moedas para nos atrair de volta a um lugar!!!

E se você está planejando uma viagem, aproveite para economizar muito mais do que moedas com esta dica especial:

DICA👍🏻: Ganhe desconto na hospedagem e ainda ajude a manter o Pratserie usando um destes links em sua próxima reserva de hospedagem!
Para escolher entre várias opções de acomodação: https://www.booking.com/s/52_6/pratse23
Para ter uma experiência local alugando um espaço para ficar: www.airbnb.com/c/fprats1

Beijos, Prats

girl in the train - digitalized photo from the 90's
Anos 90, na primeira ‘eurotrip’ (foto: Nazareth Amaral)
Anúncios

Guardanapo virtual... escreva aqui seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: