Tendência | Turismo: experiência na rota do café colombiano

O turismo rural na Colômbia é pouco explorado por viajantes brasileiros, que costumam lotar Cartagena e San Andrés para visitar as praias do Caribe na América do Sul. Mas a rota dos cafés colombianos também vale a viagem – ou uma esticadinha esperta no roteiro.

hacienda venecia hostel @pratserie

A região conhecida como Eje Cafetero está se consolidando como tendência de turismo entre viajantes locais e estrangeiros. Como tudo ainda tem clima de novidade, dá para curtir os lugares a preços acessíveis, sem ter que disputar espaço com tanta gente!

Antes de compartilhar os destaques dessa experiência no interior da Colômbia, preciso esclarecer alguns pontos importantes:

  • A área não é a única produtora de cafés especiais no país, mas tem sido muito procurada por quem deseja conhecer as plantações e as cidadezinhas que estão entre os principais destinos de turismo rural na América Latina.
  • O Brasil tem belíssimas áreas cafeeiras, que inclusive já promovem roteiros e experiências turísticas. Isso não torna a visita ao Eje Cafetero menos interessante. Afinal, também temos um maravilhoso litoral em nosso país e nem por isso perdemos a vontade de checar como são as praias da Colômbia, certo?
  • Mesmo quem não é fã de cafés especiais vai encontrar uma série de atrativos na região, como boa comida, artesanato, atividades ao ar livre e muito que experimentar pelo caminho!

café colombiano @pratserie

Mini-guia da rota do café colombiano

A quantidade de informações desatualizadas nos relatos de viajantes sobre o Eje Cafetero só confirma que o lugar faz parte das novas tendências de turismo. Isso é sinal de que as coisas estão mudando rapidamente na região!

Por exemplo, já não é necessário descer no meio do nada e trocar de ônibus para chegar até certos vilarejos. Além do transporte estar mais organizado, as estradas foram renovadas e é possível pegar Uber (apesar de não ser 100% legalizado) em cidades maiores, como Pereira.

As viagens curtas SEM ESTRESSE e a experiência numa fazenda de café colombiano são os destaques do roteiro. Então, compartilho meus principais achados antes de detalhar o trajeto:

DICA👍🏻: Ganhe desconto na hospedagem e ainda ajude a manter o Pratserie usando um destes links em sua próxima reserve de hospedagem!
Para escolher entre várias opções de acomodação: https://www.booking.com/s/52_6/pratse23
Para ter uma experiência local alugando um espaço para ficar: www.airbnb.com/c/fprats1

O QUE FAZER NA REGIÃO CAFEEIRA DA COLÔMBIA

#1 Tour de Café com estadia na Hacienda Venecia

A Hacienda Venecia oferece o mais famoso coffee-tour da região do Eje Cafeero.  E logo entendi o porquê. Pra começar, nosso ‘guia’ é realmente especialista em café. Além de se expressar bem em espanhol, inglês e francês, o cara é muito hábil em se comunicar com as pessoas.

Tour de café na Colômbia
Bate-papo (e um ótimo café) antes de começar o coffee tour Hacienda Venecia

Uma das primeiras coisas que ele fez foi perguntar (e realmente ouvir as respostas) o que cada um esperava do tour. Aí, ele foi direcionando o passeio conforme as expectativas. Por exemplo, eu tinha muita curiosidade sobre a condição em que os catadores trabalhavam – já que tudo é feito manualmente e ‘morro acima’. Então, ele fez questão de nos apresentar um catador.

 

Passeamos entre os cafezais, olhamos, tocamos e provamos os frutos de café, em diferentes estágios do cultivo – sempre recebendo explicações e respostas certeiras para nossas dúvidas. Depois fizemos o mesmo com os grãos selecionados, incluindo os processos de torra e variadas formas de preparo da bebida. Nessa parte já estávamos de volta à bela casa da fazenda.

 

Me encantei com o colorido 70s dos azulejos colombianos e o estilo despojado-chic à toda volta. Foi perfeito fazer uma ‘pausa’ de 5 dias por ali. Claro que tive de trabalhar, mas nada como fazer isso em contato com a natureza e depois curtir coisas simples como deitar na rede, ler um livro à beira da piscina, cozinhar e conversar com outros viajantes tomando um vinhozinho… Saudades dessa tranquilidade!

coffee at Hacienda Venecia, Colombia @pratserie
Nada como tomar acordar cedinho com esta vista – e ter café colombiano à vontade o dia todo!

#2 Visitas às cidadezinhas típicas do Eje Cafetero

Além da estadia em uma autêntica fazenda de café colombiano, fiz vários bate-volta para conhecer o verdadeiro estilo de vida local. Passei por cidades de diversos tamanhos, mas a que mais me encantou foi a pequena Filandia.

O nome é assim mesmo, parecido com o do país europeu. Aliás, no caminho cruzei a Síria, Palestina e até passei um dia inteiro na Armênia – mas isso eu conto na próxima dica.

 

Sabe um lugar que você precisa se segurar pra não tirar foto de tudo o tempo todo? Foi assim que me senti por lá. São muitas casinhas coloridas, vendedores de mangoviche (uma espécie de ceviche de manga verde, booooom!!!), crianças correndo atrás de bolhas de sabão na pracinha…

 

e, claro, lindos cafés! Adorei conhecer o novíssimo Amarillo depois de ter comido um dos pratos típicos da região, a trucha al ajillo (truta ao alho) na Piazoletta de los Toldos.

 

Outra cidadezinha que conquistou meu coração Santa Rosa de Cabal – onde, além de um bom café, tomei banho de cachoeira e curti as termas.

rota-dos-cafes-colombianos-@pratserie (19)

#3 Experiências menos turísticas nas cidades maiores

Me hospedei em Manizales e Pereira, principais centros urbanos do Eje Cafetero, e visitei Salento e Armênia que também são bem grandinhas. Aproveitei para resolver uma série de coisas práticas como ir ao supermercado, cabelereiro, trocar dólares… Claro que também dei uma voltinha pra ver as principais atrações turísticas desses lugares, mas esse não foi o ponto alto do meu tempo ali.

Igreja em Pereira, Colombia @pratserie
Uma das muitas igrejas e catedrais da região do Eje Cafeteiro colombiano, em Pereira

Por sinal, o tempo (clima) não colaborou para que eu pudesse curtir a vista do Vale de Cócora a partir de Salento. Então, fui para Armênia e acabei descobrindo um lugar incrível para experimentar a terapia Homa – uma seção de meditação em grupo na qual se entoam mantras junto ao fogo. Esse é um bonito ritual de purificação que tem sua origem na filosofia Ayurveda. E adivinha onde as pessoas se reúnem? Em um café, óbvio!

botica sol - colombia - @pratserie

DICAS PARA QUEM VAI VISITAR O EJE CAFETERO

Clima:

A área não sofre contrastes drásticos de temperatura e tem clima agradável durante o ano todo, mas sempre com possibilidade de chuvas. Então, a melhor época para visitar a região é na temporada baixa, quando tudo fica mais tranquilo e barato. Detalhe:  o Carnaval por lá é só uma segunda-feira de folga, mas a semana santa é feriadão!

Como chegar:

Fui de ônibus, a partir de Bogotá e saí de avião direto para Cartagena. Os aeroportos da região são minúsculos e com procedimentos de segurança bem demorados. Mesmo assim, deve ser melhor voar a partir de Bogotá, porque o trajeto por terra inclui serras vertiginosas – já os deslocamentos menores são bem tranquilos.

Dinheiro:

É melhor trazer dólares do que reais para a Colômbia. Procure fazer o câmbio onde dê para checar quem paga melhor entre a concorrência. Na região do Eje, eu aconselho a Câmara de Comércio de Manizales. Evite a Western Union, que oferece a pior cotação.

Internet:

Tranquilo, tranquilo… como dizem por aqui. Trabalhei com wifi rápido até no ônibus! Chip e pacote de dados são baratos, mas você tem que fazer um registro do aparelho se for passar mais de uma semana. A escolha do melhor plano depende de quais os seus planos 🙂

Hospedagem:

Além de ter amado minha estadia na Hacienda Venecia, fui muito bem recebida no Pop Art Hotel Las Colinas, em Manizales, que fica perto de tudo, é confortável e com um delicioso café da manhã. Já o lugar onde fiquei em Pereira ficava bem em frente ao shopping San Adrezito del Eje, famoso por vender eletrônicos e importados. Pero… prefiro não mencionar porque teria que falar mal. Uma decepção já que o lugar tem potencial, mas é mal administrado.

Importante:

  • Traga adaptadores porque as tomadas são de pino chato, tipo americano;
  • Se faz questão de banho quente, cheque se sua hospedagem oferece isso (sério);
  • Por mais que dê para entrar no país com o RG, não deixe de trazer seu passaporte porque muitas vezes ele é exigido em hotéis, casas de câmbio, lojas de telefonia, etc.

rota-dos-cafes-colombianos-@pratserie (2).jpg

MEU ROTEIRO DE 10 DIAS NA ROTA DO CAFÉ COLOMBIANO

Dia 1: Manizales

Chegada às 8h da manhã, após viagem em ônibus noturno da empresa Bolivariana a partir de Bogotá. Pude fazer check-in antecipado e aproveitei que era domingo para explorar a cidade.

Dia 2: Manizales-Hacienda Venecia

Foi só perguntar pela empresa de ônibus indicada pelo hotel, que a moça das informações na rodoviária só faltou me ‘sentar’ na poltrona. E a viagem foi tão barata quanto meus outros deslocamentos. Fui deixada no restaurante combinado e logo buscada pelo jipe da fazenda.

Dia 3 – Tour de Café e estadia na fazenda (5 noites no total)

A Hacienda Venecia tem um alojamento com restaurante na casa principal, o Coffee Lodge, e um confortável Hostel que conta com chalés, quartos privativos e dormitórios – além de uma cozinha e mercadinho com produtos locais. Então atende diversos orçamentos. E o Wifi é ótimo!

rota-dos-cafes-colombianos-@pratserie (8)

Dia 7: Hacienda Venecia-Pereira

Comprei a passagem na própria fazenda e também fui levada de jipe para a estrada. Perdi meu ônibus por ter saído do ponto certo e o pessoal da recepção resolveu num instante para mim, sem custo adicional. Aproveitei o dia em Pereira para ir ao centro histórico, ver as igrejas e comer arepas de maiz com queso ( uma espécie de panqueca de milho com queijo), uma de minhas comidas típicas favoritas.

Dia 8: Pereira-Filandia-Pereira

Fui de Uber até o Terminal de Transportes, porque tive de trabalhar de manhã e não queria perder tempo. Mas também há bosetas (micro-ônibus) que fazem o trajeto. O ônibus direto para Filandia sai de hora em hora e o último horário para regressar é as 7 da noite. O melhor de tudo é que dá para descer bem no centrinho e sair de lá também.

diario de Pereira na rota do café colombiano @pratserie
Arepa e café,  numa homenagem àquela foto que os influencers fazem com o Le Monde

Dia 9: Pereira-Salento-Armênia-Pereira

Saí mais cedo e voltei mais tarde nesse dia, assim o trajeto deu certo. Porém, optei por não fazer as atividades mais populares entre os turistas e passear com calma em ambas as cidades. Desisti do Vale do Cócora por causa de chuva e também ‘pulei’ o Parque do Café em Armenia, pois não animei com os relatos de outros viajantes… e  troquei pela experiência da terapia Homa.

Dia 10: Pereira-Santa Rosa do Cabal-Pereira-Cartagena

Como meu voo para Cartagena só saía à noite, fui passar o dia na charmosa Santa Rosa del Cabal, aproveitando para relaxar  e provar um bom carallito (café com licor) na tradicional La Pastelaria César Restrepo, antes de ir para o aeroporto.

santa rosa de cabal - colombia - @pratserie (1)

Ufa! Espero que este relato de viagem pela rota do café colombiano tenha aguçado seu paladar… ou aberto seu apetite para novas opções de turismo. Logo, logo vou compartilhar mais posts sobre as experiências na Colômbia – só não garanto deixar os cafezinhos de lado!

Beijos, Prats

DICA👍🏻: Ganhe desconto na hospedagem e ainda ajude a manter o Pratserie usando um destes links em sua próxima reserve de hospedagem!
Para escolher entre várias opções de acomodação: https://www.booking.com/s/52_6/pratse23
Para ter uma experiência local alugando um espaço para ficar: www.airbnb.com/c/fprats1
Anúncios

6 Replies to “Tendência | Turismo: experiência na rota do café colombiano”

Guardanapo virtual... escreva aqui seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: