Tendência | Turismo: Oops, o orçamento de viagem encolheu!

Meu orçamento de viagem vive encolhendo e chegou quase a sumir por alguns meses…  Mas sempre dou um jeito de esticar a grana e continuar na estrada. Por isso te garanto que dá para se divertir gastando menos e ainda experimentar as mais novas tendências do turismo. Vem comigo, que eu explico pelo caminho!

Saí do Brasil em 2015 para participar de um projeto internacional com o objetivo de trabalhar remotamente, viajando por 12 países diferentes. Mal tive tempo de abrir a mala, fui atingida pela repentina alta do dólar e uma crise econômica que persiste em meu país – fazendo com que muita gente tenha que encolher o orçamento de viagem.

Com isso, os cachês que eu recebia pelos jobs como nômade digital passaram a valer muito menos para mim. Isso porque eu era paga na moeda nacional, enquanto tinha que arcar com custos em moeda estrangeira. Para piorar, alguns clientes que contratavam meus serviços online também tiveram prejuízos e não puderam manter patrocínios e acordos de trabalho estabelecidos antes de minha partida.

No money, no honey! Chegou um ponto em que meus ganhos vindos do Brasil não atingiam 10% do necessário para me sustentar. Mesmo assim eu prossegui, criando planos B, C, D… E adaptando minhas estratégias pelo caminho.

Em vez de me desesperar com os acontecimentos que relato aí em cima, tenho vivido cada etapa dessa jornada com muito prazer. Por isso, quero compartilhar com você algumas das experiências que me ensinaram e esticar o orçamento de viagem – e que também são grandes tendências do turismo contemporâneo. Veja a seguir:

WORKATION (WORK + VACATION)

Mais que uma nova tendência de turismo, essa maneira de incluir trabalho no pacote também é uma ótima opção para esticar seu orçamento de viagem.

Nestes dois anos e tanto de estrada, tenho feito workation na maioria dos lugares. Às vezes com um toque de glamour (sendo paga para promover campanhas de turismo e convidada para experimentar tours, hotéis, restaurantes, tratamentos de beleza, cursos…), outras de forma mais simples e, ainda assim, divertidas (como figurante, assistente de fotógrafo e voluntária em hostel, por exemplo).

Claro que esses jobs não rendem como um trabalho convencional, mas ajudam a reduzir custos com hospedagem, alimentação e passeios… com o bônus de elevar rapidamente a fluência em inglês (adaptada aos mais diversos sotaques). Então acho uma excelente opção para quem está frustrado com os preços de intercâmbio, por exemplo, ou é mais aberto a novas experiências.

meme Bela Gil - carolina Dieckman
Substitua com moderação!

FILOSOFIA GOURMET

Se a vida te der um limão, faça uma limonada suíça (aproveitando a casca) e ainda plante os caroços!

Você pode substituir um vôo curto por uma longa viagem de ônibus. Ou um hotel boutique por um hostel e uma passadinha na boutique – só pra ver, claro. Brincadeiras à parte, é essa a ideia por trás da minha metáfora bizarra lá em cima.

A gente pode gourmetizar qualquer coisa ao usar o que tem de forma extraordinária. Não dá pra jantar fora com os amigos? Organize um piquenique ao luar. E viva o turismo de experiência, tão em alta ultimamente!

GUIADA PELOS APPS

Se até um aplicativo de relacionamento pode ajudar muito num novo país, imagine os de controle de gastos, mapas, reservas, conversão de moedas…

Nem preciso mencionar que o uso de apps também é uma forte tendência no turismo, né? Quando penso que comecei a sair pelo mundo no milênio passado, não entendo como pude me virar sem carregar uma tecnologia assim no bolso e permanecer conectada 24 horas por dia. Hoje uso esse tipo de ferramentas o tempo todo e, graças a elas, consigo encontrar atrações gratuitas, formas mais acessíveis de me locomover, dicas de outros viajantes – só para citar alguns exemplos.

Costumo usar tantos apps – todos gratuitos – que é melhor fazer um próximo post só para detalhar como eles influem no meu orçamento de viagem!

Por falar nisso, acho que este post está ficando muito longo e já compartilhei minhas estratégias essenciais para viajar por diversos países, mesmo com grana curta:

  • Gourmetizar experiências simples, para curtir mais gastando menos
  • Adicionar uma pitadinha de trabalho ao turismo
  • Contar com a ajuda da tecnologia no dia a dia.

Tenho certeza de que você pode aproveitar estas dicas e também encontrar suas próprias soluções para, sem sofrência, esticar mais que chiclete o seu orçamento de viagem.

Beijos, Prats

Colagem experiências de viagem por Fernanda Prats

Anúncios

Guardanapo virtual... escreva aqui seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s