Flashbacks de Viagem

Enquanto não dá para dizer “Adeus, pandemia” e colocar o pé na estrada sem medo da Covid-19, o jeito é apelar para as maneiras virtuais de viajar.

Visitas a museus através de seus sites, filmes e séries, boas leituras em outros idiomas e outras opções de entretenimento online são de grande ajuda neste momento. Além disso, procuro controlar minha ansiedade quanto ao futuro pensando nas coisas boas no passado.

E a minha viagem no tempo tem trilha sonora!

Para quem não sabe, comecei este blog junto com um projeto de morar em um país por mês, no período de um ano, participando de uma comunidade de nômades digitais. Aqui tem uma série de flashbacks, chamada Entreorelhas, com histórias contadas a partir das músicas que mais tocavam em meus fones nos diferentes destinos dessa jornada.

headphones and friends on the road @pratserie

Uma música para cada lugar que ia ficando para trás, com o relato das curiosidades e experiências vividas por lá… E assim surge uma playlist de viagem, que tem mais a ver com inspiração do que com músicas típicas — como você vai ver no bônus deste post.

Mas essa série está inacabada, ou melhor, estava!

Retomo de onde parei, ao decidir viajar sozinha, sem projeto definido, e viver por períodos bem mais longos em outros países.

É hora de relembrar lugares que ainda não tinham uma música “para chamar de sua”…

3 Viagens Virtuais em Modo Flashback @pratserie

Atualizando a playlist para viagens virtuais

Nos embalos do Sri Lanka

Aquela expressão “pagou a língua” define perfeitamente o que vivi no Sri Lanka. Primeiro porque falei em passar um mês por lá e acabei morando por 1 ano e meio. Depois porque eu reclamava da playlist chiclete, recheada de hits do pop inglês e americano, que tocava em TODOS os lugares… e hoje escuto essas mesmas músicas para matar saudades daqueles tempos!

Essa etapa da jornada rendeu muitos posts sobre histórias e curiosidades do Sri Lanka, além de uma coleção de flashbacks que não canso de ouvir.

Para resumir tudo isso, escolhi uma música animada e que reforça como é bom ter com quem contar. Esse tipo de confiança diz muito sobre minha experiência ao morar no país, onde me senti apoiada e fiz amizades duradouras.

Da Albânia para o mundo

Simpatia, simpatiaaa! Como não escolher uma música com esse refrão para marcar minha temporada de 6 meses morando na Albânia? A palavra Simpatia e a mistura de beats representam bem a experiência por lá, da forma com que fui acolhida até minha partida repentina — por causa de um acontecimento muito triste aqui no Brasil.

Nos posts sobre a Albânia, já escrevi sobre muitas coisas que me surpreenderam no país. Mas ainda não tinha homenageado a cena musical, que absorve sonoridades vindas da Grécia, da Itália e de outros países da região dos Balcãs.

Ah… e você já ouviu falar que a Dua Lipa é albanesa? Apesar de ter nascido em Londres, com pais de uma região que agora pertence ao Kosovo, sua origem étnica é considerada albanesa. E o mesmo acontece com a cantora britânica Rita Hora. Já a Dhurata Dora, que canta no clipe abaixo, é uma albanesa raiz nascida na Alemanha.

Colômbia em ritmo latino

¡Perdóname, Shakira! Não deu para escolher uma de suas canções como trilha sonora da minha temporada de 3 meses em seu país natal.

E olha que eu rodei bastante por lá…

Morei em Bogotá, fiz turismo rural pelas cidades do Eje Cafetero, cobri o festival de cinema de Cartagena das Índias e ainda estiquei até uma praia pouco conhecida pelos turistas. Tudo está relatado nos posts sobre a Colômbia, mas — ¿Adivina que? — a música que mais tocava na época era o novo hit de Luís Fonsi com Demi Lovato.

Ainda bem que ele é porto-riquenho e a origem dela pode ser definida como Tex-Mex, então até que rola uma certa latinidade. E uma vontade de sair dançando por aí…

Bônus – Os melhores flashbacks

  1. Top 5 dos primeiros meses de rolê, com as músicas de Praga (Rep. Checa), Liubliana (Eslovênia), Cavtat (Croácia), Istambul (Turquia) e Penang (Malásia)
  2. Paradinha 0800 em Singapura com tempo para muitas descobertas
  3. O que uma banda sul-africana tem a ver com a Indonésia? Só lendo o post de Bali
  4. De volta à Malásia por motivos de crush “musical” em Kuala Lumpur
  5. Um rap com tudo que você precisa saber sobre o Vietnã no post de Hanói

E para você, o que significa flashback?

Por definição, flashback é um recurso de linguagem usado em literatura, artes cênicas e obras cinematográficas. Ele é uma quebra da sequência cronológica, pois volta a um trecho anterior da história. Por isso, também se usa esse nome para categorizar músicas “das antigas” que sempre fazem sucesso.

Para mim, os flashbacks são formas de “teletransporte” pelo tempo e espaço. Um super poder que certas músicas e histórias ativam na gente, trazendo de  volta a sensação de normalidade que tanto faz falta!

Claro que o efeito disso é muito particular… Fico curiosa para saber quais as SUAS trilhas sonoras de viagem, então termino o post com uma pergunta para você:

O que está fazendo sucesso entre suas orelhas e tocando seu coração?

giphy-1

Beijos, Prats

 

via GIPHY

Guardanapo virtual... escreva aqui seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: